Postagem em destaque

Aproveitem as grandes ofertas da Drogaria Farmais

Farmais, está garantindo uma grande variedade de produtos em ofertas  para cuidar da sua saúde e bem-estar da sua família.  Farmais:...

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Tenente-coronel matou marido em MS por legítima defesa, diz advogado Segundo defesa, casal iria viajar para comemorar 15 anos de casamento. Corpo de major foi translado para Amambai (MS) onde foi sepultado.

Tenente-coronel matou marido em MS por legítima defesa, diz advogado
Segundo defesa, casal iria viajar para comemorar 15 anos de casamento. Corpo de major foi translado para Amambai (MS) onde foi sepultado.
Do G1 MS com informações da TV Morena

O advogado José Roberto Rosa, que defende a tenente-coronel Itamara Romeiro Nogueiro suspeita de matar o marido major Valdeni Lopes Nogueira em Campo Grande na noite de segunda-feira (11), afirmou que vai sustentar a tese de legítima defesa por violência doméstica. Os dois eram do quadro da Polícia Militar.
Segundo a defesa, o casal iria viajar nesta quinta-feira (13) para comemorar os 15 anos de casamento e tentar resolver problemas familiares, mas começou a discutir porque o major disse que não iria mais e ela deveria ir sozinha

“Começou a discussão e ele a agrediu. Segundo ela me passou já teriam outras agressões e quando ela disse que não teria mais condição de convívio, ele teria dito que iria matá-la”, afirmou Rosa.Major da PM morre após ser baleado pela esposa durante briga em Campo Grande (Foto: Carla Salentim/G1 MS)


Quando ele ia sair do local em direção à caminhonete, ela pegou a arma e disparou. Os tiros foram de uma pistola .40. Em estado de choque, Itamara foi internada em uma clínica psiquiátrica e depois foi levada para a 7ª Delegacia de Polícia. Ela está no Presídio Militar.A tenente-coronel não prestou depoimento a pedido do advogado que alegou que ela estava medicada e psicologicamente abalada. De acordo com a defesa, o exame de corpo de delito comprou a agressão sofrida pela suspeita.

Entenda o caso 

O caso ocorreu na residência do casal no bairro Santo Antônio. Depois que foi baleado pela mulher, o major foi socorrido e encaminhado para a Santa Casa. Segundo a assessoria do hospital, ele deu entrada às 17h10 (de MS) no pronto-socorro com um ferimento no estômago, mas não resistiu. O caso será investigado pelas Polícias Civil e Militar. A informação é de uma nota oficial divulgada pelo comando da PM na manhã desta quarta-feira (13). Segundo o texto, a corporação sente grande pesar pela morte do oficial, confirma que ele foi baleado em uma briga doméstica com a esposa e que apesar de ser socorrido e encaminhado a Santa Casa, não resistiu ao ferimento.


   Major da PM morre após ser baleado pela esposa durante briga em Campo Grande (Foto: Carla Salentim/G1 MS)


Nenhum comentário:

Postar um comentário